Aaron Swartz e a cruzada por dados abertos


Impossível não se comover com a história de Aaron Swartz (foto).
Foi um guri prodígio que, aos 14 anos, ajudou a criar o sistema RSS (que permite assinar sites para receber as suas atualizações). Foi também um dos fundadores doagregador de notícias Reddit.
Swartz era um ativista online. Esteve envolvido no lançamento do movimento Creative Commons, no projeto OpenLibrary.org (para acesso público a livros) e na criação da ONG Demand Progress (que lutou contra a SOPA, uma pôlemica proposta de lei nos EUA que poderia ferir liberdades online).
A morte de Swartz suscita dois debates. Um sobre depressão. Aliás, você já ouviu falar em distimia?
Mas como o tema deste blog é tecnologia, é uma outra discussão que me interessa aqui: dados abertos na internet.
Swartz sonhava com uma internet de conhecimento livre.
Em 2011, usou a rede do MIT para baixar quase 5 milhões de arquivos do JSTOR - um banco de dados para artigos científicos. Foi indiciado por fraude e, pelo crime, poderia ter que pagar multa milionária e pegar mais de 30 anos de prisão.
Em comunicado no site/memorial rememberaaronsw.tumblr.com, criado para homenageá-lo, a família de Swartz critica decisões do MIT e do escritório de promotoria de Massachussets (vale lembrar que o JSTOR não levou essa história adiante): "A morte de Aaron não é apenas uma tragédia pessoal. É um produto de um sistema de justiça repleto de intimidação", diz um trecho.
@@@
No meio acadêmico, o JSTOR é uma fonte pra lá de útil. Acesso por meio de meu login/senha na Universidade de Winnipeg e sempre me pergunto por que isso tudo não está totalmente aberto. Conhecimento científico deveria ser amplamente acessível, para assim gerar mais debate, mais conhecimento.
Que a história de Swartz nos faça refletir não só sobre livre acesso à informação, mas que também chame a atenção para discussões envolvendo crimes na internet.
Foto do Flickr de Sage Ross, arquivo pessoal
Postado originalmente em : Blog da Vanessa

0 comentários:

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, conforme lei a 9.610/98 meus direitos estão assegurados, portanto eu permito a copia e reprodução gratuita, seja total ou parcial, não acarretando qualquer onûs financeiro aos interessados, porém, vedo o uso para fins lucrativos, toda reprodução para o público deve citar a fonte extraída, no caso o Técnico Linux - O Espaço do Software Livre e seja citada junto com um link para a postagem original, onde a referência deve estar numa fonte de tamanho igual ou maior a do texto, obviamente que os links citados não estão sujeitos ao mesmo termo. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 O Espaço do Software Livre