LibreOffice / OpenOffice - Instalando modo de exibição do apresentador

Conhecendo e instalando

Para apresentar slides em palestras ou eventos, o auxílio de uma plataforma de slides torna o serviço mais fácil, confiável e seguro, ajudando a evitar erros por parte do operador ao apresentar slides na sequência errada, ou fora do tempo correto. 

A maioria dos operadores de slides estão acostumados a utilizar a plataforma do Microsoft PowerPoint, com o Modo de Exibição do Apresentador, no entanto, usuários iniciantes em GNU/Linux têm dificuldades em utilizar o Impress em apresentações e eventos, por não possuir uma plataforma de exibição. 

Assim, utilizamos o Presenter Console, uma plataforma distribuída pela Oracle, gratuita, de fácil instalação, configuração e uso, e que serve tanto para LibreOffice como para OpenOffice. 

Instalação:  A maneira mais prática e simples de se instalar o Presenter Console, é utilizando um gerenciador de pacotes, como o Synaptic. Abra o Synaptic e digite na caixa de busca: Presenter Console



Dê um duplo clique e instale a versão correta do Presenter Console para seu Office. 

No meu caso, como utilizo o LibreOffice, instalei o pacote "libreoffice-presenter-console"

Após a instalação, feche o Synaptic e abra o Impress. 

Apresentando

Conecte o projetor de slides. Na seção de configuração de monitores de sua distribuição GNU/Linux, desmarque, se estiver selecionada, a opção "Espelhar Monitores" (ou Display Mirrors). 

Aqui, configurei meu computador como "Monitor 2" e meu televisor (funcionando como projetor de slides) como "Monitor 1", mas pode ser utilizada qualquer ordem, basta especificar qual será o "1" e qual será o "2". 

Na tela inicial do Impress, selecione a aba "Apresentação de slides" e, em seguida, "Configurações da apresentação de slides". 

Na seção "Múltiplas Telas", configure em qual monitor será mostrada a plataforma de apresentação de slides.



Nesta imagem, configurei o Impress para mostrar o Presenter Console na "Tela 2" (meu computador), e a apresentação de slides será na "Tela 1". 

A imagem mostra, ao mesmo tempo, a tela do meu computador no meu televisor. Clique em 'F5' para iniciar a apresentação de slides.



Se você configurou as telas corretamente na seção "Múltiplas Telas", deverá aparecer uma plataforma como a mostrada acima no seu monitor (lado esquerdo da imagem) e somente a apresentação de slides no projetor de slides (lado direito da imagem). 

Caso a sequência esteja "trocada" (a plataforma aparecer no projetor e a apresentação aparecer no seu computador), basta configurar o Presenter Console para aparecer no outro monitor, na seção "Múltiplas Telas". 

Note que qualquer mudança que ocorra na plataforma de slides não é mostrada na apresentação, assim pode-se, por exemplo, mover o mouse à vontade, pois não será mostrado o movimento dele na apresentação de slides. 

Na janela maior da plataforma, é exibido o slide atual que está sendo apresentado, enquanto na janela menor, no lado direito, é exibido o próximo slide. 

Na barra de ferramentas inferior, você pode trocar os slides pelas setas de "Próximo" ou "Anterior", exibir notas, acompanhar o tempo de apresentação no relógio, explodir a visão de slides, trocar a plataforma para ser exibida no projetor, ou recorrer à ajuda do Impress.



Na imagem acima, a exibição das notas de rodapé em paralelo com a apresentação de slides. Note que não ocorre nenhuma mudança na apresentação do projetor.



E a visão explodida dos slides. Você pode clicar em qualquer slide que a troca será efetuada imediatamente, assim, se você quiser pular do slide 1 para o 5, basta clicar em cima do slide 5, e ele será apresentado imediatamente. 

Considerações finais

O Presenter Console é uma ferramenta muito útil para apresentação de slides, e o manejo correto pode criar apresentações fantásticas, versáteis e sem erros. 

Devido à simplicidade, funcionalidade e versatilidade, o Presenter Console mostra-se como uma excelente plataforma de apresentação para qualquer evento. 

Fonte e Créditos: aqui

0 comentários:

Programa 378 - 29/07/2012

0 comentários:

Programa 377 - 22/07/2012

0 comentários:

Programa 376 - 15/07/2012

0 comentários:

Saiu a Versão 7.04 da Customização Liberdade no Sourceforge


A Coordenação do Projeto de Informática Aplicada à Educação de Volta Redonda - VRlivre, tendo em vista diversas necessidades durante a implantação do Software Livre nas escolas da Rede Municipal de Volta Redonda, desenvolveu uma Customização de Sistema Operacional baseada no "UBUNTU", que é composta de vários Softwares Educacionais Livres e tem todo seu foco voltado para educação.

Seu desenvolvimento foi iniciado em 2007, na época usamos o "Kurumin" como base e foi inicialmente desenvolvido para os computadores existentes nos laboratórios de informática da Rede Municipal de Volta Redonda e para uso de todos os interessados em usar um sistema seguro, com muitas possibilidades e acima de tudo LIVRE para qualquer tipo de uso, desde que o usuário o mantenha na mesma LICENÇA que o recebeu.

O Projeto VRLivre tem como foco a Educação, por isso, sua instalação conta com inúmeras ferramentas pedagógicas para auxiliar os educadores nessa árdua tarefa, dentre os quais podemos citar: jogos educativos, ferramentas para elaboração de atividades pedagógicas, aplicativos de textos, apresentações e planilhas eletrônicas, editores de áudio e vídeo, ferramentas para programação, animação e robótica e diversos SCRIPTS de nossa autoria, criados de acordo com as necessidades decorrentes a implantação do projeto.

Hoje disponibilizamos para todos os interessados o Live DVD Liberdade 7.04 - Baseado na versão 12.04 do UBUNTU com novíssimo Kernel 3.5.0.5.

2 comentários:

Projeto Landell - Transmissão ao vivo multimídia

"No uso da TV Software Livre, foi identificada a necessidade de um software que reúna as tarefas de captura de áudio e vídeo, transcodifcação de formatos e transmissão de vídeo (stream) para servidores Icecast 2. Há diferentes métodos de transmissão, utilizando e combinando programas que realizam cada uma das tarefas supracitadas. Este programa publisher a ser desenvolvido é uma ferramenta que se soma ao método básico de transmissao multimídia através da internet na plataforma Linux.

Neste cenário, estamos desenvolvemos o Landell como o programa principal para o setup de transmissão da TVSL, permitindo a captura e codificação em tempo real de diferentes entradas de vídeo e áudio, de dispositivos externos de captura como câmeras firewire, webcams USB e placas PCR e DVB. Nosso objetivo é desenvolver uma software internacionalizável, com uma interface gráfica que possa ser traduzida pra diferentes idiomas. O código-fonte do projeto será licenciado em GPLv3." 

clique aqui e veja mais sobre esse fantástico projeto.

0 comentários:

HQ falando de Software Livre

Você conhece a frase “Faça-se de tolo para ganhar os tolos”?

Esta pode ser basicamente a ideia que levaram a construir a HQ, Vidas Paralelas – Uma história sobre o software livre. Não existe melhor forma a longo prazo, para conquistar novos adeptos do Software Livre. Trabalhar a mentalidade da criançada é uma excelente forma de aprendizado e ao mesmo tempo espalhar o mundo do software livre no ambiente familiar, escolar, etc.

Vida Paralelas é um livro para crianças dos 5 aos 12 anos, com propostas de atividades sobre ferramentas, software livre e conteúdos educacionais. A idéia é escrever capítulos curtos e imagens, onde cada capítulo oferece um “passo” de uma proposta sem definições ou para mostrar a “essência” do programa.

O cartoon foi feito inteiramente com software livre, principalmente com a ferramenta de desenho Inkscape e disponibilizada em formato PDF e SVG.

A HQ está disponível em vários idiomas incluindo o Português do Brasil.


Mais traduções:

Inglês / English: [PDF] [SVG]
Portugues / Português: [PDF] [SVG]
Francés / Française: [PDF] [SVG]
Croata / Hrvatski: [PDF] [SVG]
Ruso / Русский: [PDF] [SVG]
Alemán / Deutsch: [PDF] [SVG]
Islandes /Íslenska: [PDF] [SVG]
Griego / Ελληνικά: [PDF]
Gallego / Galego: [PDF] [SVG]
Turco / Türk: [PDF] [SVG]

0 comentários:

Apt-Fast: Agilize a instalação e atualização de programas do Ubuntu

A utilizar o apt-fast para instalar o CSSTIDY
O Apt-Get é o ins­ta­lador de pro­gramas do Ubuntu que fun­ciona através do ter­minal. Este ins­ta­lador é também uti­li­zado pela Cen­tral de Software do Ubuntu, o que sig­ni­fica que ele é im­por­tan­tís­simo para que o Ubuntu se man­tenha con­ciso nas apli­ca­ções ins­ta­ladas.
Muitos uti­li­za­dores pre­ferem por exemplo uti­lizar o Apt-Get através do ter­minal em vez de uti­lizar in­ter­faces grá­ficas como a Cen­tral de Software do Ubuntu ou o GDebi. Para esses uti­li­za­dores este ar­tigo apre­senta uma nova apli­cação, cha­mada Apt-Fast, que é sim­ples­mente ex­ce­lente! Ela irá acres­centar uma per­for­mance su­pe­rior no down­load dos pa­cotes fa­zendo com que as atu­a­li­za­ções do Ubuntu e as ins­ta­la­ções de pro­gramas através do ter­minal sejam muito mais rá­pidas.
Esta apli­cação, cha­mada Apt-Fast, não é mais que um script que irá uti­lizar o Apt-Get. Aliás, este script, de uma forma muito sim­plista não é mais que a junção entre o Axel (pode ser outro), que é um gestor e ace­le­rador de down­loads, e o Apt-Get, que é o ins­ta­lador de pro­gramas.
Com esta com­bi­nação per­feita, você con­se­guirá fazer down­load das atu­a­li­za­ções ou dos pa­cotes dos pro­gramas que quer ins­talar da forma mais rá­pida pos­sível. Aliás, a não ser que você tenha uma co­nexão gi­gabyte (e mesmo assim de­pende se o ser­vidor envia mais rá­pido ainda), o mais pro­vável é que você uti­lize o má­ximo pos­sível da ca­pa­ci­dade da sua In­ternet.
Isto ocorre uma vez que o Apt-Fast ana­lisa quais os pa­cotes a fazer down­load através do Apt-Get, faz down­load através do ace­le­rador de down­loads Axel e de­pois manda o Apt-Get ins­talar esses pa­cotes que trans­feriu. Como o ace­le­rador de down­loads di­vide os pa­cotes em partes para ter vá­rias co­ne­xões a fazer down­load, você con­segue tirar o má­ximo pro­veito da sua In­ternet aquando da ins­ta­lação de novos pa­cotes.
Como é óbvio, o Apt-Fast é útil apenas para quem uti­liza o ter­minal para ins­talar apli­ca­ções ou atu­a­lizar o sis­tema. Para esses casos, que nor­mal­mente uti­lizam o Apt-Get, em vez de uti­li­zarem o Apt-Get uti­lizam o Apt-Fast. Os ar­gu­mentos serão todos iguais aos do Apt-Get, tal como é mos­trado mais abaixo neste ar­tigo.

VÍDEO DE­MONS­TRA­TIVO


INS­TA­LAÇÃO

O Apt-Fast não está dis­po­nível nos re­po­si­tó­rios ofi­ciais do Ubuntu. No en­tanto, existe um re­po­si­tório de­di­cado que dis­po­ni­bi­liza a versão es­tável. Por­tanto, para o ter apenas pre­cisa de adi­ci­onar o res­pe­tivo re­po­si­tório e de­pois pro­ceder à ins­ta­lação.
Assim, para co­meçar, copie o se­guinte para o ter­minal para adi­ci­onar o re­po­si­tório do Apt-Fast:
sudo add-apt-re­po­si­tory ppa:apt-fast/stable -y && sudo apt-get up­date
Quando o pro­cesso ter­minar, o Ubuntu já irá saber como obter e ins­talar o Apt-Fast. Assim, para ins­talar o Apt-Fast (e o Axel), exe­cute o co­mando se­guinte no ter­minal:
sudo apt-get ins­tall axel apt-fast
Du­rante a ins­ta­lação serão apre­sen­tadas al­gumas ques­tões que você terá de res­ponder. Todas as ques­tões têm já uma res­posta pa­drão que serve per­fei­ta­mente para qual­quer uti­li­zador, por isso se não tiver a cer­teza das res­postas sim­ples­mente 
Teclas para escolher as respostas
clique na tecla Enter(tecla Re­turn da imagem ao lado) para pros­se­guir a ins­ta­lação.

(Se por acaso quiser mudar al­guma opção, uti­lize as te­clas das setas para se­le­ci­onar os va­lores das op­ções, uti­lize a tecla TAB para mudar de opção e o Enter para avançar)
Escolha o gestor de pacotes que quer utilizar
A pri­meira questão que o Apt-Fast faz du­rante a ins­ta­lação re­fere-se a qual o gestor de pa­cotes que você uti­liza. A não ser que você tenha ins­ta­lado o ap­ti­tude ma­nu­al­mente, você apenas terá o Apt-Get ins­ta­lado, por­tanto clique no Enter para es­co­lher o Apt-Get e se­guir para a pró­xima questão.
Escolha o gestor de downloads Axel
Na questão se­guinte você de­verá es­co­lher o Axel como gestor de down­loads. Nesta questão, po­derá ocorrer um pe­queno bug de ao clicar no Enter a per­gunta não avançar. Caso isso acon­teça, es­colha a opção “Per­so­na­li­zada” (se tiver o seu Ubuntu em in­glês, a opção é “Custom”) e clique no Enter avançar onde será mos­trada a questão se­guinte:
Simplesmente clique no enter para continuar
A não ser que tenha total cer­tezas do que você quer re­al­mente fazer, não mo­di­fique nada nesta opção, sim­ples­mente clique no Enter para con­ti­nuar para a pró­xima per­gunta. Já agora a res­posta desta per­gunta acima é o co­mando que será exe­cu­tado para fazer down­load dos vá­rios pa­cotes.
Escolha o número de conexões
Nesta per­gunta você pode es­co­lher o nú­mero de co­ne­xões si­mul­tâ­neas. Este é ponto chave do Apt-Fast em re­lação ao Apt-Get. En­quanto o Apt-Get faz um down­load de cada vez, o Apt-Fast di­vide os pa­cotes em vá­rios down­loads para ren­ta­bi­lizar ao má­ximo a taxa de down­load.
Arquivo da lista de downloads a fazer
Tal como re­fe­rido acima, o fun­ci­o­na­mento do Apt-Fast é muito sim­ples: vê que pa­cotes devem ser ins­ta­lados e manda o Axel fazer down­load deles. Ora esta per­gunta acima re­fere-se à lo­ca­li­zação da lista que terá os pa­cotes a serem trans­fe­ridos pelo Axel. Mo­di­fique esta linha apenas se tiver uma boa razão. Caso con­trário, deixe ficar com este ca­minho.
Pasta temporário de downloads
Tal como no caso da lista de pa­cotes a trans­ferir, também é pre­ciso uma lo­ca­li­zação para guardar os pa­cotes trans­fe­ridos. Ora nesta per­gunta da imagem acima, é de­fi­nida essa lo­ca­li­zação. Não mo­di­fique esta res­posta. Sim­ples­mente clique em Enter para avançar.
Cache dos pacotes do Apt
Os pa­cotes de­pois de trans­fe­ridos serão en­vi­ados para a cache do Apt-Get. Assim, no úl­timo passo de exe­cução do Apt-Fast, exe­cuta-se o Apt-Get como nor­mal­mente. Como o Apt-Get irá de­tetar uma cache com todos os pa­cotes, ele não irá trans­ferir mas, sim, uti­lizar os fi­cheiros trans­fe­ridos. No­va­mente não mo­di­fique esta linha e clique no Enter para avançar.
De­pois desta per­gunta a ins­ta­lação de­corre como nor­mal­mente. Es­tra­nha­mente, logo a se­guir, o Apt-Fast irá per­guntar no­va­mente todas estas per­guntas. Volte a res­ponder a todas elas. Claro está que a nossa re­co­men­dação é aceitar todas as op­ções pa­drão, por­tanto sim­ples­mente vá cli­cando na tecla Enter em todas as ques­tões.

COMO UTI­LIZAR O APT-FAST?

O fun­ci­o­na­mento do Apt-Fast é mui­tís­simo se­me­lhante ao do Apt-Get exa­ta­mente para que os uti­li­za­dores que estão acos­tu­mados não te­nham que aprendar nada de novo. Aliás, para quem uti­li­zava o Apt-Get, agora apenas pre­cisa de saber que tem de subs­ti­tuir para Apt-Fast, o resto é tudo igual.
Assim, para por exemplo atu­a­lizar as listas de pro­gramas, para saber se há atu­a­li­za­ções, uti­liza-se o co­mando se­guinte:
sudo apt-fast up­date
Para atu­a­lizar o sis­tema, o co­mando a uti­lizar é o se­guinte:
sudo apt-fast dist-up­grade
Quanto a ins­talar pro­gramas, o co­mando é o se­guinte, sendo que “pa­co­te_a_ins­talar” é o nome do pro­grama a ins­talar:
sudo apt-fast ins­tall pa­co­te_a_ins­talar
Já agora, com­pa­rando com o Apt-Get, este co­mando acima seria assim:
sudo apt-get ins­tall pa­co­te_a_ins­talar
Tal como o Apt-Get, o Apt-Fast também re­move pa­cotes e o fun­ci­o­na­mento é o se­guinte (sendo que “pa­co­te_a_­re­mover” é o nome do pro­grama a re­mover):
sudo apt-fast re­move pa­co­te_a_­re­mover
O Apt-Fast traz muitas ou­tras fun­ci­o­na­li­dades, no en­tanto, estas aqui são as prin­ci­pais. Para saber mais sobre todas as op­ções que ele per­mite, di­gite o se­guinte no ter­minal:
man apt-fast

ANÁ­LISE CRÍ­TICA

Antes de qual­quer crí­tica ne­ga­tiva (que re­al­mente existem al­gumas) é im­por­tante frisar que apesar de ser uma apli­cação re­la­ti­va­mente nova, re­co­mendo vi­va­mente a uti­lizar o Apt-Fast por ser algo bas­tante es­tável, super prá­tico e acima de tudo ágil.
Porquê co­meçar esta crí­tica di­zendo que existem pontos ne­ga­tivos? Bom, o facto de a ins­ta­lação ter um ou outro por­menor que pa­recem trans­mitir al­guma ins­ta­bi­li­dade na apli­cação, na ver­dade, a uti­li­zação da apli­cação é sempre muito es­tável sem qual­quer pro­blema.
Assim, re­la­ti­va­mente aos pontos ne­ga­tivos deve-se frisar o facto de du­rante a ins­ta­lação a apli­cação fazer o mesmo ques­ti­o­nário duas vezes. Não é algo que seja re­le­vante em termos de es­ta­bi­li­dade final, mas a ver­dade é que esse bug devia ser cor­ri­gido. Um outro por­menor que também é es­tranho é o facto de não aceitar o Axel no pri­meiro ques­ti­o­nário (no se­gundo já aceita), sendo ne­ces­sário es­co­lher a opção per­so­na­li­zada que irá uti­lizar na mesma o Axel!
De resto, quanto a pontos ne­ga­tivos não en­con­trei mais ne­nhum. Apesar disso, tirei al­gumas ila­ções sobre pos­sí­veis fu­turas im­ple­men­ta­ções: os au­tores po­diam de­finir um ta­manho mí­nimo para di­vidir os fi­cheiros e nesses casos em vez de di­vidir os fi­cheiros o script podia estar a trans­ferir vá­rios fi­cheiros di­fe­rentes ao mesmo tempo; tal como esta ideia dos fi­cheiros, du­rante a atu­a­li­zação das listas de pro­gramas (apt-fast update) podia haver também algum pa­ra­le­lismo. Este úl­timo as­peto, se im­ple­men­tado, iria im­pul­si­onar dras­ti­ca­mente a busca de listas de pro­gramas uma vez que al­guns ser­vi­dores são bas­tante lentos, no­me­a­da­mente o ser­vidor da Go­ogle (para quem tem o Go­ogle Ch­rome ins­ta­lado) e o ser­vidor do DropBox.
Para fi­na­lizar com chave de ouro, re­la­ti­va­mente a pontos po­si­tivos, des­taca-se desde logo a ve­lo­ci­dade desta apli­cação. Esta apli­cação re­al­mente im­pul­siona a ins­ta­lação e atu­a­li­zação de pa­cotes. Uti­lizar o apt-fast é sem dú­vida uma mais valia em re­lação ao apt-get ou até em re­lação à Cen­tral de Pro­gramas do Ubuntu. Desde que o co­nheci, nunca mais o lar­guei por re­al­mente é mais rá­pido. Um outro ponto bas­tante po­si­tivo é facto de apesar de fazer um ques­ti­o­nário com­plexo, ter todas as ques­tões res­pon­didas com op­ções cor­retas que apenas em casos muito ex­ce­ci­o­nais será ne­ces­sário mo­di­ficar as res­postas.
Apenas para dar des­taque a este por­menor (que es­pero que os au­tores o leiam), gos­taria de re­co­mendar que este ques­ti­o­nário não fosse feito du­rante a ins­ta­lação. As op­ções pa­drão são bas­tante vá­lidas por­tanto de­viam ser apli­cadas logo na ins­ta­lação. Quem qui­sesse mo­di­ficar algo, exe­cu­tava o Apt-Fast com umaflag que abrisse o ques­ti­o­nário.

RE­FE­RÊN­CIAS:

0 comentários:

Universidade XTI - Vídeo aulas

A empresa de tecnologia XTI, resolveu criar um portal com vídeo aulas, visando melhorar a qualidade dos profissionais da área de TI. 

Este projeto é a Universidade XTI. E o melhor, de forma gratuita e pelo YouTube. O curso já possui quase 1,4 milhões de visitas. 

Já assisti algumas de Java e são excelentes para iniciantes, ou para você que não tem muito tempo para usar livros ou pesquisar por tutoriais específicos pela Internet, mas que quer aprender novas linguagens programação e ferramentas para tal. 

Com 20 min do seu dia, em pouco tempo já terá bons conhecimentos na área. 

As aulas são ministradas na ordem de um livro e de uma maneira didática, voltada para iniciantes. Cobrem desde o realmente básico (instalação do Java, uso da documentação, compilando pelo DOS... é, é pelo Windows, uso do Eclipse), até tópicos sobre Polimorfismo, GUI, banco de dados, JUnit etc. 

Informações oficiais

"A missão da Universidade XTI é formar profissionais para trabalhar com Tecnologia da Informação. 

A visão da Universidade XTI é ser a instituição que mais forma profissionais de TI para o mercado de trabalho, e ser reconhecida como o caminho inicial de formação para os novos profissionais de TI. 

Para ter acesso full a http://www.universidadexti.com.br que inclui exercícios, testes práticos, coaching e oportunidades de emprego. 

Envie currículo para rh@xti.com.br e entre no processo de seleção XTI."

Empresa XTI:
Universidade XTI:
Portal no YouTube:

0 comentários:

LibreOffice já pode converter arquivos do Microsoft Publisher

Bernnan Vincent, um participante do Google Summer of Code, criou uma biblioteca (libmspub) capaz de ler arquivos do Microsoft Publisher e convertê-lo para o formato SVG, como um documento aberto.

Esta biblioteca foi criada usando a engenharia reversa de arquivos .PUB, e diversas avaliações e testes foram feitos em vários ambientes diferentes para garantir a sua funcionalidade e estabilidade. O conversor suporta os formatos de arquivo do Microsoft Publisher da versão 2002 até a 2013.

A biblioteca será lançada por padrão no LibreOffice 3.7. Até então, se você quiser experimentá-la, pode seguir as instruções abaixo, instalando a libmspub e suas dependências a partir deste Git Hub:

1. libwpd

$ git clone git://libwpd.git.sourceforge.net/gitroot/libwpd/libwpd
$ cd libwpd
$ ./autogen.sh && ./configure && make && sudo make install


2. libwpg:

$ git clone git://libwpg.git.sourceforge.net/gitroot/libwpg/libwpg
$ cd libwpg
$ ./autogen.sh && ./configure && make && sudo make install


3. libmspub:

$ git clone git://anongit.freedesktop.org/libreoffice/libmspub
$ cd libmspub
$ ./autogen.sh && ./configure –prefix=/usr && make && sudo make install


4. writerperfect:

$ git clone git://libwpd.git.sourceforge.net/gitroot/libwpd/writerperfect
$ cd writerperfect
$ ./autogen.sh && ./configure && make && sudo make install

Fonte e Créditos: aqui

0 comentários:

Controlando o Computador com seu Android

Controle remoto usando o RWindows, Linux, Mac via Wi-Fi, Bluetooth

All In One Remoto é um aplicativo para Android que controla computador a partir do seu telefone Android e conta com um conjunto enorme de recursos.

Faça o download do PC App Server (v2.7):

Faça download do aplicativo no Google Play



Outro aplicativo é Magic Mouse Remoto permite que você use seu telefone como um mouse wi-fi, com o recurso de Controle de Movimento você pode experimentar e usar o mouse no desktop, movendo o seu telefone e jogar jogos  simples.

Funciona com quase todos os Sistemas Operacionais como Mac, Linux e RWindows.

Você pode simplesmente fazer o download do servidor em http://www.whiztools.org e começar a utilizar o Android como o mouse remoto em segundos.

Download do aplicativo via Google Play

0 comentários:

Art of Illusion - modelagem 3D

Art of Illusion é um Software Livre, opensource de modelagem 3D e estúdio de renderização. Muitos dos seus recursos podem ser comparados com aqueles encontrados em programas comerciais. Os destaques incluem a subdivisão de superfície ferramentas de modelagem, animação baseada em esqueleto, e uma linguagem gráfica para a concepção de texturas processuais e materiais ...

A versão atual é 2.9.1, lançada 19 de fevereiro de 2012. Esta versão é estável e poderosa o suficiente para ser usada em produção de animação high-end.

Clique aqui para baixar o programa.

Se você quiser ter alguma ideia do que Art of Illusion é capaz de fazer, dê uma olhada nas imagens e galeria de arte .

Temos agora uma extensa documentação. Isto inclui o manual do utilizador, bem como um número de cursos que cobrem os diferentes aspectos do programa.

Fóruns de discussão, relatórios de bugs e muito mais que pode ser acessado através da página do projeto SourceForge para Art of Illusion.

Esta é a janela principal para editar cenas. A interface foi projetada para ser limpa, fácil de aprender e simples de usar.
Fonte e Créditos: aqui

0 comentários:

V edição do GNUGRAF

Faltando um mês para a V edição do GNUGRAF a grade de palestras e oficinas é liberada. Esperamos vocês lá!

Data: 17/08/2012 e 18/08/2012
Local: CEFET-RJ Campus Maracanã
Endereço: Av. Maracanã, 229 - Maracanã - Rio de Janeiro – RJ – 20271-110


O Evento

Para quem ainda não conhece o GNUGRAF, ele é o primeiro evento de computação gráfica com software livre do Brasil. O evento é totalmente direcionado para profissionais da área de Áudio, Animação, Vídeo, Produção Gráfica e Design de Jogos.

Uma das filosofias do GNUGRAF é dar a oportunidade aos profissionais dessas áreas, demostrarem seus trabalhos, interagir com o público e trocar experiências com outros profissionais.

A estrutura do evento conta com 16 palestras e 12 minicursos ministrados em 2 dias tudo de graça para o público.


Carlos Eduardo

Coordenador

0 comentários:

Livox - Sistema de Comunicação Alternativa



Liberdade em voz alta!


A partir da situação problema de falta de comunicação com a filha que tem paralisia cerebral, Carlos Edmar Pereira, analista de sistema, criou um software para Tablet de Comunicação Alternativa, O Livox®


O software é gratuito visando disponibilizá-lo para outras pessoas.


Você pode ajudar neste trabalho:
  • Fazendo uma doação para o desenvolvimento; 
  • Doação de tablets; 
  • Adotando um paciente. 
Conheça todo projeto no site livrox.
Assista ao vídeo! divulgue esta ideia!

Postado originalmente por Projeto VRlivre em http://iaesmevr.blogspot.com

0 comentários:

Curso grátis em vídeo aula de Linux Debian

Instalando o GNU/Linux Debian from marcosoliveira on Vimeo.
Video-aula ensinando como fazer a instalação do Debian Linux.

2 comentários:

Programa 375 - 08/07/2012

0 comentários:

Programa 374 - 01/07/2012

0 comentários:

Programa 373 - 24/06/2012

0 comentários:

Formatação de trabalhos acadêmicos no LibreOffice


Tiago Hillebrandt, do blog ubuntubrsc, escreveu um post apresentando como formatar um trabalho acadêmico usando o LibreOffice respeitando as Normas Brasileiras (NBRs) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).


O download do arquivo de exemplo é feito pelo serviço PagSocial, portanto você terá que dar um RT, like ou divulgar no Orkut para poder fazer baixar o arquivo. Você não é obrigado a aceitar, porém não conseguirá baixar:




Fonte e Créditos: aqui

1 comentários:

Aplomb - bloquear temporariamente o acesso a determinados sites


Segurança nunca é demais, certo. E a segurança dos seus filhos então é algo inquestionável. O que muitos pais certamente já se perguntaram foi como fazer sua criança usar o PC apenas para estudar e não para ir ao Facebook e outras redes sociais. Um método para garantir que seus filhos não naveguem em alguns sites é bloqueando-os temporariamente através de algumas aplicações dedicadas, e uma delas é a ApLomb.

ApLomb é um novo aplicativo para GNU/Linux que permite bloquear temporariamente o acesso a determinados sites, como Facebook, Twitter, YouTube, MSN etc. Com ApLomb podemos definir uma lista de sites em que serão impossível o acesso em um período especificado. As regras impostas permanecerão ativas mesmo que o PC seja reiniciado e apenas o administrador do sistema pode cancelar o bloqueio.

ApLomb pode ser usado como um sistema de controle muito bom dos pais para permitir maior segurança e proteção para crianças e adolescentes ou para impedir que os funcionários ou outras pessoas percam seu tempo de trabalho com distrações durante o horário de serviço. O uso do aplicativo é muito simples, basta executá-lo, definir os sites e o tempo de bloqueio. Após o bloqueio de sites veremos uma notificação para indicar que a navegação está completamente livre.

Para instalar no Ubuntu 12.04 basta abrir um terminal e correr os seguintes comandos:

$ sudo add-apt-repository ppa:snwh/aplomb
$ sudo apt-get update
$ sudo apt-get install aplomb

Ou faça o download neste link.

0 - Quando o processo de instalação for concluído, abra o programa;
1 - A janela do programa surgirá. Digite no campo Edit Blocklist o endereço do site que deseja bloquear e tecle ENTER para adicioná-lo à lista;
2 - Especifique o tempo utilizando o controle deslizante Number of minutes;
3 - Clique no botão Start Blocking (o escudo) para iniciar a política de bloqueios;
4 - A senha de administrador será solicitada. Digite-a e tecle ENTER para prosseguir:


Tente abrir o site que você adicionou à lista:


Fonte e Créditos: aqui

0 comentários:

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, conforme lei a 9.610/98 meus direitos estão assegurados, portanto eu permito a copia e reprodução gratuita, seja total ou parcial, não acarretando qualquer onûs financeiro aos interessados, porém, vedo o uso para fins lucrativos, toda reprodução para o público deve citar a fonte extraída, no caso o Técnico Linux - O Espaço do Software Livre e seja citada junto com um link para a postagem original, onde a referência deve estar numa fonte de tamanho igual ou maior a do texto, obviamente que os links citados não estão sujeitos ao mesmo termo. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 O Espaço do Software Livre