MaKey MaKey: uma plataforma (mais fácil que o Arduíno) para criar projetos eletrônicos

Fotos: Divulgação

Compramos e estamos testando uma placa

O sistema criado por Jay Silver é composto por uma placa de circuito, garras jacaré e um cabo USB.

Por Fernanda Morales, com Henrique Cesar Ulbrich

Todo mundo conhece o Arduíno, uma pequena placa eletrônica programável que permite, com mais alguns componentes e fios, projetar e montar em casa um grande número de traquitanas tecnológicas. Pois o desenvolvedor Jay Silver conseguiu bolar um sistema ainda mais simples, que transforma objetos comuns em teclados e sensores, permitindo experiências eletrônicas até por crianças. Trata-se do MaKey MaKey.


Ao contrário do Arduíno, que por mais simples que seja exige do hobista noções (poucas, é verdade) de eletrônica e programação, Silver desenvolveu um sistema composto por uma placa de circuito, garras jacaré e um cabo USB. O brinquedo (que é mais sério do que parece) é capaz de transformar qualquer objeto que conduza energia – como frutas, pessoas, água e até mesmo um desenho feito a lápis – em um teclado de verdade.

Os controles nesta foto foram desenhados a lápis numa folha de papel.

Utilizar o aparelho é muito simples: basta o usuário conectar os objetos que serão usados para conduzir corrente elétrica às garras jacaré, ligar a placa ao computador e começar a utilizá-lo como se fosse um teclado USB. Não é necessário instalar nenhum software no PC, já que o MaKey MaKey funciona como um teclado comum, com os drivers universais presentes no Windows, Linux e Mac OS X.


A placa tem o familiar formato de um controle do videogame NES (o saudoso Nintendinho 8 bits), com pontos de contato para as funções de setas de direção, barra de espaço e clique esquerdo do mouse. Basta ligar as garras jacaré em objetos minimamente condutores (como bananas, massa de modelar ou até mesmo o seu gato) e pronto!


No verso da placa, há conectores para as outras teclas de um teclado comum, bem como conexões para controlar todas as funções do mouse. Assim, depois que a brincadeira com as setas ficar repetitiva, é possível expandir as experimentações.

MaKey MaKey sendo usado com as conexões do verso da placa, para expandir as funções do teclado. Todo o alfabeto está disponível.

A placa é, ainda, compatível em software e hardware com o Arduíno. Portanto, quando o hobista esgotar todas as possibilidades básicas do MaKey MaKey, pode baixar o ambiente de desenvolvimento do Arduíno (arduino.cc), adquirir uma proto-board e uns componentes eletrônicos e partir para coisas mais sofisticadas sem precisar comprar outra placa.


Mas falar é fácil. Um vídeo no YouTube mostra o quanto o barato é louco: youtu.be/rfQqh7iCcOU

Por enquanto, o MaKey MaKey é apenas um protótipo e seu criador busca recursos no Kickstarter para iniciar sua produção e comercialização. Os interessados em adquirir um dos primeiros exemplares podem contribuir com apenas US$ 35.

O site oficial do MaKey MaKey é makeymakey.com. A propósito, o nome é um trocadilho entre a pronúncia substantivada da palavra "make " (fazer) e uma contração um tanto tatibitate de “my key[board]”, meu teclado.

Agradecemos ao leitor Pablo Ferreira Lopes pela dica.

Geek nas mídias sociais:
Todas as images: MaKeyMaKey.com

Matéria publicada originalmente em www.geek.com.br todos os créditos sejam dados a eles.

0 comentários:

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, conforme lei a 9.610/98 meus direitos estão assegurados, portanto eu permito a copia e reprodução gratuita, seja total ou parcial, não acarretando qualquer onûs financeiro aos interessados, porém, vedo o uso para fins lucrativos, toda reprodução para o público deve citar a fonte extraída, no caso o Técnico Linux - O Espaço do Software Livre e seja citada junto com um link para a postagem original, onde a referência deve estar numa fonte de tamanho igual ou maior a do texto, obviamente que os links citados não estão sujeitos ao mesmo termo. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 O Espaço do Software Livre